SEO: 7 passos de como atrair mais clientes para seu negócio (garantido!)

Compartilhe

Sua empresa já possui um site, mas não consegue atrair visitantes e converter em clientes através dele? Você deveria se preocupar em saber o que é SEO e utilizar as melhores técnicas para otimizar seu site.

Para se ter uma ideia, a busca é 81% da origem do tráfego de conteúdo na web, batendo as mídias sociais (facebook, twitter, instagram, etc…) em até 300%.

Acompanhe este artigo e você irá conhecer o que é SEO através de um guia essencial, prático e simples. Com ele, você irá aprender:

  • O que é SEO e por que ele é tão importante para um negócio de sucesso
  • O que são palavras-chave e qual sua importância par uma boa estratégia de SEO
  • Como definir as personas do meu negócio para auxiliar na linguagem do conteúdo a ser criado
  • Definir a jornada de compra das personas para produzir conteúdos que atraem visitantes qualificados
  • O que é SEO on-page e quais itens não podem ficar de fora de uma página otimizada para o Google
  • Como a usabilidade e ter um layout responsivo influencia no ranqueamento do Google
  • Como promover meu conteúdo otimizado e gerar ainda mais autoridade para minha página

Mas antes de mostrar o guia essencial, vamos aprender o que é SEO de fato e conhecer um pouco mais dos seus conceitos.

O que é SEO?

Search Engine Optimization (ou Otimização para os motores de busca, ou simplesmente SEO) é o processo de melhoria de seu site para ele atraia mais visitantes através de mecanismos de busca, como o Google, Yahoo ou Bing.

SEO é a parte inicial de uma estratégia de inbound marketing* que trará resultados para seu negócio. Ele ajuda a atrair desconhecidos de mecanismos de pesquisa e transformá-los em novos visitantes para seu site.

Para compreender melhor o que é SEO, vamos pensar em como as pessoas encontram informações hoje em dia:

Nesses últimos dias precisei instalar um chuveiro elétrico em um dos banheiros do meu apartamento. O problema é que não sabia como instalar, então, quais foram os passos para que eu aprendesse a instalar um chuveiro elétrico sozinho?

O que fiz foi fazer uma pergunta em um dos mecanismos de busca. Fui bem específico na pergunta, digitei “como instalar um chuveiro elétrico?“.

O Google recebe no mínimo 2 trilhões de pesquisas por dia, de pessoas que têm dúvidas e problemas que querem resolver, portanto os mecanismos de busca precisam fornecer as respostas mais pertinentes, úteis e confiáveis.

Para encontrá-las, eles enviam indexadores automáticos (ou bots, ou spiders…) para rastrear todas as páginas na web, procurando por esse conteúdo.

Esses bots tentam descobrir do que se trata cada página. A partir desses dados, eles criam uma lista de resultados que são pertinentes e úteis às pesquisas. Depois, eles classificam esses resultados dependendo da popularidade e autoridade desses sites.

Quanto mais visitas um site recebe, melhor sua classificação. Essa classificação (ranking) é vista quando você examina uma página de resultados de mecanismo de pesquisa.

Os primeiros resultados e aqueles listados na lateral são anúncios: empresas que pagaram para serem mostrados em cima. Abaixo deles, você verá os 10 principais resultados não pagos, ou orgânicos, que contêm as respostas mais populares e relevantes.

 

Como um gestor do seu negócio, sua meta é estar na lista dos principais resultados orgânicos. Pois, sejamos honestos, a maioria das pessoas clica apenas nos primeiros resultados que vê.

De fato, 60% de todos os cliques orgânicos ocorrem nos 3 principais resultados de pesquisa.

Tendo isso em vista, o que fazer para seu site chegar lá?

É aqui que o marketing digital e SEO entram em cena. Você precisa descobrir o que seus possíveis clientes estão procurando, para que possa garantir que eles encontrem seu site.

O que é SEO: O Guia essencial para iniciantes

A seguir, vamos focar em como fazer o básico do SEO, para que você possa começar a aumentar o tráfego ao seu site. Há muitos fatores que mecanismos de buscas, consideram ao rastrear suas páginas e tentam compreendê-las.

Então, vamos mergulhar em algumas estratégias e melhores práticas de SEO.

O que são palavras-chave?

Um fator importante e o primeiro elemento para entender o que é SEO é o uso de palavras-chave. Essa parte é chamada de SEO on-page, a otimização das páginas do seu site.

Palavras-chave são as palavras digitadas em mecanismos de pesquisa. Basicamente, elas são os tópicos sobre os quais as pessoas estão tentando aprender mais.

Para atrair esses desconhecidos ao seu conteúdo, você precisa fazer uma pesquisa para descobrir quais palavras-chave estão relacionadas à sua empresa e ao seu nicho de mercado.

Sua pesquisa deve sempre começar com suas personas.

Criação de personas

Persona* é a representação de um cliente ideal para seu negócio. É através da persona que você irá atrair apenas os visitantes que realmente estão interessado nos produtos ou serviços da sua empresa, afinal de nada adianta atrair milhares de visitas se sua empresa não consegue converter em nenhuma venda, certo?

Suas personas representam as pessoas que se tornarão seus visitantes, leads e finalmente, clientes e seguidores do seu negócio.

Você precisa determinar quem eles são, quais suas metas, e quais problemas enfrentam para que possa começar a compreender o que procuram.

Por isso, coloque-se no lugar deles e faça uma lista de palavras-chave que eles pesquisam.

Vital e sua moto…

Digamos que sua empresa seja uma corretora de seguros para motocicletas e que uma de suas personas é um jovem de 23 anos de idade. Vamos chamá-lo de Vital.

Vital comprou uma moto e passou a se sentir total

Preocupado com sua motoca, Vital decide pesquisar sobre dicas de segurança para motocicletas. Portanto, quais seriam as perguntas para encontrar o que ele deseja?

Ele pode começar a pesquisa com “segurança para motos”, procurando um conhecimento geral do setor. Em seguida, que perguntas Vital pode ter para as quais sua empresa fornece soluções?

No momento, ele pode não saber ainda como pesquisar seu serviço exato, mas está procurando por seguros de motos.

Finalmente, quais perguntas Vital teria ao decidir contratar um seguro de moto?

Provavelmente, ele estará procurando frases como “melhor seguro para motos”. Essa é uma excelente oportunidade para reunir informações da sua equipe de vendas. Quais são as perguntas mais comuns que eles recebem?

Passar pelo processo de pensamentos de Vital pode fazer com que você crie uma lista de palavras-chave, como “seguro de motos de baixa cilindrada”, “seguro de motos em João Pessoa”,  “seguro de motos para solteiros” e “melhor seguro para motos”.

Jornada de compra

À medida que você fizer essa lista, categorize as palavras-chave pelas fases da jornada de compra* em que elas se encaixam (em breve lançarei um artigo especialmente sobre esse tema).

A jornada de compra é dividida basicamente em 3 fases:

  • Fase de conhecimento;
  • Fase de consideração do problema;
  • Fase da decisão de compra;

Palavras-chave baseadas em problemas do setor fazem parte da fase de conhecimento. Palavras-chave para as quais sua empresa fornece soluções fazem parte da fase de consideração. E palavras-chave sobre a decisão de compra fazem parte da fase de decisão.

Falando a mesma linguagem da sua persona

Agora, ao fazer um brainstorm, certifique-se de experimentar e imitar a linguagem que suas personas usariam realmente em suas pesquisas.

Saiba que essa linguagem pode variar em diferentes estados e até mesmo cidades. O que é macaxeira em um lugar por ser mandioca ou aipim em outro.

Se você não consegue pensar em outras palavras-chave para adicionar à sua lista, expanda sua lista de palavras-chave procurando alternativas na web.

Experimente digitar uma de suas palavras-chave em um mecanismo de busca para ver os resultados.

Adicione todas as alternativas relacionadas aos seus negócios e personas à sua lista de palavras-chave. Em seguida, determine quais palavras-chave já usam para encontrar seu site.

Finalmente, decida para quais palavras-chave você tem melhores oportunidades de classificação. Lembre-se, muitos outros sites estão tentando se classificar para uma palavra-chave dada e apenas 10 podem estar na primeira página de resultados de pesquisa.

Palavras-chaves de cauda longa

Algumas palavras-chave serão mais difíceis que outras.

Pense nisso, o que aconteceria se você pesquisasse a palavra-chave “carros“? Bom, você encontraria resultados de todos os tipos de carros (populares, importados, modelos sedan, seminovos).

E apenas as maiores empresas estariam no topo dos resultados.

Uma palavra-chave como “carros” é chamada de palavra-chave curta ou ampla (short or broad keyword), pois é exatamente o que ela é: breve e ampla em escopo.

Agora uma pequena loja especializada em adesivos para carros teria dificuldade para classificar-se para carros. Há muita competição em torno dessa palavra-chave e alguns sites muito populares e confiáveis estão preenchendo as principais posições.

A palavra-chave é também muito abrangente, essa pequena loja não receberia nenhum visitante qualificado com ela. Mas, digamos que você pesquise algo mais específico, como “melhores lojas de adesivos para carros“.

Você obteria mais resultados específicos que corresponderia a solução do seu negócio. Essa frase de palavra-chave mais específica é chamada de palavra-chave de cauda longa (long-tail keyword), pois é uma cadeia de palavras relacionadas que parece como uma cauda longa.

Elas são mais fáceis de se classificar, pois são mais específicas e direcionadas, sem mencionar que as pessoas que procuram por palavras-chave de cauda longa sabem o que procuram, o que significa que são visitantes qualificados que têm mais chances de transformarem-se em leads e clientes.

Criando um conteúdo baseado na pesquisa de palavras-chave

Assim que identificar as palavras-chave, comece a criar conteúdo em torno delas. Contudo, os mecanismos de pesquisa estão cada vez mais espertos. Além de compreender palavras-chave, eles também tentam compreender a intenção de quem pesquisa.

Se você procurar por “time de futebol americano em João Pessoa” sua intenção provavelmente é encontrar informações sobre o principal time de futebol americano da capital paraibana: o João Pessoa Espectros.

O Google tenta compreender o que realmente você procura, examina todas as páginas relacionadas e depois mostra os resultados que apareçam mais úteis.

Ele não só mostrará apenas as correspondências exatas da palavra-chave pesquisada.

Isso significa que você pode criar conteúdo usando linguagem natural e variações de sua palavra-chave, como “comida de papagaios“, “comida para papagaios“. Você não precisa usar a frase exata repetidamente.

No passado, os mecanismos de pesquisa realmente eram obcecados em garantir que os termos e frases que uma pessoa usava em sua consulta correspondiam exatamente aos resultados retornados.

E isso significa que os criadores de conteúdo precisavam ser extremamente precisos.

Se alguém procurava por “encontrar orquestras de frevo em Olinda” eu precisaria garantir que meu título, cabeçalho, a descrição, meu conteúdo contivessem “encontrar orquestras de frevo em Olinda“, exatamente essa frase e exatamente nessa ordem.

Mecanismos de busca estão mais sofisticados

Mas agora, os mecanismos de pesquisa são muito mais inteligentes. O Google teve sua atualização Hummingbird, que é muito mais sofisticado quando se trata de modelagem de tópicos. O Bing e Yahoo estão mais sofisticados nessa frente também.

E isso significa que, hoje, se uma pessoa procurar por “encontrar orquestras de frevo em Olinda“, posso usar termos como “localizar orquestras de frevo em Olinda“, que emprega sinônimos.

Posso usar “Olinda encontrar orquestras“, que troca a ordem. “localizar frevo em Pernambuco“, que altera basicamente cada palavra na consulta, mas tem a mesma intenção por trás.

Queremos que as pessoas saibam, sim, que essa página está exatamente no tópico que você está procurando. Tudo bem em se trabalhar vários termos e frases na mesma página, desde que a intenção seja a mesma.

Por último, não encha ou repita palavras-chave sem necessidade. Queremos encantar quem pesquisa, fornecendo a eles, uma excelente experiência de usuário e a resposta à sua pergunta.

SEO on-page

A partir do momento que você escreveu um conteúdo excelente, agora é hora de otimizar a página em que ele será apresentado.

Títulos

Primeiro, otimize a página em torno da palavra-chave principal. Certifique de que essa palavra-chave se encaixe como um descrição do que a página trata.

Isso informa um mecanismo de pesquisa qual é a finalidade da página, para que ele saiba como indexá-la melhor.

Adicione a palavra-chave ao título da página. O título aparece na guia do navegador e também como link na página nos resultados de pesquisa.

Palavra-chave na URL

Em seguida, adicione essa palavra-chave principal a URL.

Isso também pode ser visto na página e nos resultados de pesquisa. Se estiver usando uma palavra-chave de cauda longa, use traços para separar as palavras.

Palavras-chave no corpo do texto

Em seguida, adicione a palavra-chave aos cabeçalhos (h2, h3, etc..) da página de conteúdo. Use a palavra-chave naturalmente em todo conteúdo.

Nada de ficar enchendo o corpo do texto repetidas vezes com a palavra-chave exata. Lembre-se que os mecanismos de buscas estão mais sofisticados e utilize isso a seu favor.

Escreva sinônimos relativos a palavra-chave. Lembre-se que, no final das contas, quem vai ler o conteúdo é uma pessoa.

Imagens e o atributo “alt”

Se houver qualquer imagem na página, adicione a palavra-chave a tag alt de imagem. Os mecanismos de pesquisa não conseguem ler imagens, portanto um conteúdo na tag alt permite que mecanismos de pesquisa compreenda do que a imagem se trata.

Ele também permite que essa imagem seja encontrada nos mecanismos de pesquisa de imagem.

Sem falar que você ajudará pessoas que tenham alguma deficiência visual entendam melhor seu conteúdo.  Você ganha pontos no ranqueamento do Google e a ainda promove a acessibilidade no seu site.

Nada mal, hein?

Meta descrição

Em seguida, adicione a palavra-chave à meta-descrição. Ela servirá para preencher o breve resumo abaixo do link para sua página nos resultados de pesquisa. Cada página deve ter uma meta-descrição exclusiva, se possível com 153 caracteres.

Embora ela não afete diretamente o SEO (meta descrição não é fator de ranqueamento), otimizá-la pode melhorar a taxa de cliques, aumentando as visitas em sua página.

Não acredita? De acordo com a Survey Monkey, mais de 42% das pessoas clicam em um resultados de busca baseado apenas na meta descrição.

Adicionando links internos

Outra maneiras de melhorar o SEO do site é incluir links internos no conteúdo.

Agora não exagere. Links para uma ou duas páginas por parágrafo no máximo. Faça links para páginas internas relacionadas do seu site para direcionar tráfego e melhorar a navegabilidade.

Devo adicionar links de outros sites no meu conteúdo?

Certifique-se de também fazer links a páginas externas. Os webmasters do Google incentivam essa prática.

Isso mostra que você fez sua pesquisa, ajuda a criar conexões e dá ao seu leitor recursos mais úteis ainda.

Quando fizer o link, certifique-se de selecionar a parte do texto que contenha as palavras-chave relevantes para os quais você deseja se classificar.

Como já dizia meu amigo Rodrigo Medeiros, declare guerra ao “clique aqui”.

Usabilidade

Elabore sua página para promover uma boa experiência do usuário. Os mecanismos de pesquisa também examinam a experiência que as pessoas têm em seu site, quando estão determinando como classificá-lo.

Certifique-se que seu site seja intuitivo e fácil de navegar. Não façam as pessoas perderem tempo desnecessário com aquilo que procuram, mostre a elas a próxima etapa que podem efetuar com sua empresa e você converterá visitantes em leads e, eventualmente, clientes.

Layout responsivo

O celular está em 80% das casas brasileiras. É a primeira vez que os dispositivos móveis se tornaram o aparelho número 1 para acessar a internet no Brasil.

Tirando essa estatística, o Google lançou em 2015 uma atualização que prioriza sites que possuem um layout responsivo.

Você já acessou um site pelo celular e as letras e imagens estavam minúsculas e não dava para entender nada? Muito chato quando isso acontece, não é? Provavelmente o layout desse site não era responsivo.

Ter um site com um layout responsivo faz com que a leitura e usabilidade seja adaptada para o dispositivo que acessou a página, seja ele um computador, tablet ou na maioria dos casos, um celular.

Por isso, verifique se as páginas do seu site podem ser exibidas facilmente em qualquer tamanho. Se sua página não tem um layout responsivo, você pode estar perdendo uma parcela considerável de visitantes e clientes.

*Quer saber mais sobre layout responsivo? Em breve publicarei um artigo falando sobre o tema. Deixe seu email na nossa Lista VIP e receba em primeira mão.

Promover o conteúdo

Assim que criar e otimizar seu conteúdo, não esqueça de promovê-lo para atrair mais tráfego. Você pode utilizar por exemplo suas redes sociais e lista de emails.

Quanto mais as pessoas verem, compartilharem e vincularem seu conteúdo, mais popular o site ficará e você ganhará mais confiança dos mecanismos de pesquisa.

Para isso você também precisa conhecer as melhores estratégias que são feitas fora da sua página. Se você ainda não conhece o que é SEO off-page*, outro artigo sobre o 7 passos fundamentais para uma estratégia de SEO Offpage de sucesso está quase saindo. Mais um ótimo motivo para você entrar para nossa Lista VIP.

Recapitulando: O que é SEO (subtitulo h2)

Agora você já sabe o que é SEO, vamos recapitular o que aprendemos no nosso guia essencial:

  • Escolha as melhores e mais relevantes palavras-chave
  • Crie personas para produzir um conteúdo relevante através das palavras-chave
  • Verifique a jornada de compra das suas personas para produzir conteúdo para cada fase do consumidor
  • Para atrair visitantes qualificados para seu negócio utilize palavras-chave de cauda longa
  • Comece a criar conteúdo baseado nas palavras-chave e comece a otimizá-lo
  • Adicione a palavra-chave ao título da página
  • Adicione também a palavra-chave na url da página
  • Não se esqueça de adicionar a palavra-chave (e suas variações) no corpo do texto
  • Para deixar o artigo mais atraente e gerar mais cliques, adicione também a palavra-chave na meta descrição
  • Insira links de páginas internas do seu site
  • Para complementar o conteúdo criado, também adicione links externos
  • Preste atenção na usabilidade da sua página
  • O layout da sua página deverá ser responsivo.
  • Lembre-se também de seguir e executar uma boa estratégia de SEO off-page

Aí está, o guia de SEO essencial para iniciantes e melhores práticas recomendadas para melhorar a classificação de suas páginas e receber novos visitantes ao seu site.

Agora que você já sabe como produzir um conteúdo otimizado para as melhores palavras-chave para seu negócio, o próximo passo é analisar e mensurar os resultados obtidos.

Afinal de contas, o objetivo do Marketing Digital com Resultados é fazer com que seu negócio atinja os objetivos e metas planejadas, que normalmente são traduzidos em vendas.

Gostou do artigo? Não deixe de comentar e compartilhar, sua participação é muito importante. Até a próxima!

 

*Insights capturados para próximos artigos 📝

  • Estratégia de Inbound Marketing
  • O que é Persona e como elaborar uma para sua empresa
  • O que é a Jornada de Compra e porque ela é tão importante para o sucesso do meu negócio
  • Como descobrir se o layout do site é responsivo
  • Estratégia de SEO Offpage de sucesso

fique atualizado!

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do blog!